NOTA DA PREFEITURA DE IMPERATRIZ SOBRE ESCÂNDALO DA CLÍNICA DE CIRURGIÕES


Em primeiro lugar deixamos claro que qualquer parte citada em nossas matérias tem o direito de resposta concedido e aberto, nosso blog se compromete em publicar na íntegra qualquer nota que nos for enviada desde que em papel timbrado, defidamente assinada e enviada por email oficial do citado. 

Registramos ainda que apesar de sempre buscar uma manifestação por parte da Prefeitura Municipal de Imperatriz jamais obtivemos resposta a qualquer matéria que tenhamos publicado, sendo de nossa autoria ou de outro blog parceiro. O email contato@maranhaonoticia.com está a disposição para qualquer manifestação por parte da prefeitura desde que seja feita de forma oficial, respeitando as regras cima. Maranhão Notícia 

Sobre a suposta "nota" "supostamente" emitida pelo secretário de saúde:

- Em primeiro lugar não sabemos se o texto da Nota abaixo fielmente copiada de um grupo de whatsapp de moradores da cidade de Imperatriz é verdadeiro, afinal a mesma não tem logomarca da prefeitura, da secretaria e nem tão pouco assinatura do secretário de saúde, então já deixamos claro aqui que qualquer comentário sobre a mesma é relacionado ao que nela foi escrito e que caso não seja verdadeira deve ser totalmente DESCONSIDERADO, vejamos a íntegra da nota e o print de quem tem compartilhado a mesma em grupos de whatsapp.


Prefeitura de Imperatriz/ Secretaria da Saúde

NOTA

Setores da atual gestão municipal, notadamente a SAÚDE, têm sido seguidamente alvos de ataques feitos ou estimulados por praticantes da política destrutiva, gente que não registra uma só ação em favor da cidade ou das pessoas.

A saúde pública no Brasil, como se vê diariamente no Rio de Janeiro, São Paulo e tantas outras cidades (inclusive bem mais próximas daqui), é problema que não se equaciona, porque sempre as demandas são muito maiores que os recursos.

No caso específico de Imperatriz, há avanços que só a cegueira partidária não permite ver: são sete centros cirúrgicos tecnologicamente avançados (em lugar de um só, cheio de defeitos, como era há 3 anos); setores específicos para traumas e vasculares; em média, dez cirurgias diárias só de ortopedia; hospital 100% novo do Socorrinho; Socorrão com 15 enfermarias já reformadas e climatizadas, e tantas outras transformações, feitas a partir do ZERO, mesmo dentro dos mesmos parâmetros financeiros de antigamente (fala-se, muito, dos R$ 42 milhões extras conseguidos via deputado federal Juscelino Filho. Muito pior estaria se não fosse essa ajuda).

Somos tábua de salvação de cerca de 50 municípios; Imperatriz tem menos de 260 mil habitantes, mas existem pelo menos 700 mil pessoas portando o Cartão SUS do Município.

Há problemas, ainda?! SIM,mas pontuais, e não GENERALIZADOS, como eram antes.

Há dívidas?! SIM, mas todas advindas do excesso de atendimentos, para que não se permita que alguém morra sem socorro médico.

As pendências financeiras estão todas sob controle e esperamos saná-las, em, no máximo, 5 meses, com remanejamentos, busca de ajudas federais, mais arrecadação e sempre praticando austeridade.

Sobre o que nos fez a Clínica Cirúrgica, valendo-se duma operadora não regulamentada do serviço de outdoor, é uma FAKE NEWS; há 6 meses referida (ENTÃO) prestadora teve contas glosadas, pela descoberta de valores A MAIS contra o erário. Essas contas foram refeitas, ERRO admitido, e parte da contenda já foi sanada. Clínica Cirúrgica saiu dos nossos quadros, há outra em seu lugar, NUNCA HOUVE INTERRUPÇÃO NO ATENDIMENTO.

A mesma gestão que cataloga e expõe suas mais de 400 obras e ações em MENOS DE 3 ANOS, segue altaneira, melhorando e modernizando Imperatriz, ciente de que sempre estará no radar maldoso dos que, para aparecerem sem sequer um benefício, se valem principalmente da mentira.

ALAIR FIRMIANO - Secretário da Saúde

Sobre o que está escrito na Nota:

Nos assusta ler uma nota de uma secretaria que justifica seus erros falando dos erros de outros Estados, é algo extremamente absurdo e na nossa opinião demonstra despreparo por parte do gestor, que talvez na falta de dados concretos de fatos e n[úmeros busque no fracasso dos outros justificar os seus. Comparar Imperatriz com Rj e Sp é tão absurdo do ponto de vista estatístico seja financeiro, habitacional e até mesmo de aspectos de saúde, que sinceramente o sr. Alair Firminiano talvez por ser Goiano deveria antes de gerir a saúde de Imperatriz procurar se informar mais a respeito de nossa cidade. A desculpa do CAOS DA SAÚDE DE IMPERATRIZ ser um problema nacional é algo utilizado por alguém despreparado para o cargo que ocupa, afinal um gestor sério e competente não coloca a culpa de suas falhas nas falhas de outras cidades ainda mais com realidades tão diferentes.

Depois ele segue um texto aonde contradiz o que inicialmente diz, propagando uma Imperatriz dos sonhos, com saúde de 1º mundo, o que não pe realidade, o que nos leva novamente a pensar se o Goiano conhece realmente a nossa Imperatriz, seu texto parece de uma "REALIDADE PARALELA" aonde tudo funciona, e como se a saúde Imperatrizense fosse referência "nacional". Os fatos são que a população é péssimamente atendida, a reclamação é tanta que várias vezes a saúde aparece em 1º lugar na lista de reclamação dos moradores da cidade. Continuando ele fala sobre a irregularidade da prestação de serviços por parte da "cobradora clínica de cirurgiões" e que rescindiu o contrato por ele ser oneroso, sendo que o mesmo secretário recentemente teve de ir a Câmara Municipal de Imperatriz se justificar pelo o aumento absurdo e desproporcional em um contrato de manutenção de equipamentos do Socorrão, saiba mais em https://imirante.com/imperatriz/noticias/2019/06/26/cpi-secretario-de-saude-e-ouvido-por-vereadores-de-imperatriz.shtml. O analisarmos alguns contratos da prefeitura a impressão que temos é que a secretaria de saúde e a própria prefeitura como um todo revisa alguns contratos e outros ela age de uma forma quase "PATERNAL", basta vermos o caso dos medicamentos, iluminação pública, energia solar e limpeza pública, mas isso é assunto para outras publicações.

Nosso blog teve acesso a pesquisa do Quantum Instituto aonde 47,8% da população classifica como péssima a saúde de Imperatriz 22, 3% como ruim, ou seja, mais de 70% da população da cidade se declara insatisfeita quanto aos serviços de saúde do município e desconhecem essa Imperatriz de 1º mundo que a nota se refere.

Sinceramente esperamos que os gestores de Imperatriz tenham a humildade de enxergar e resolver os problemas, sem desculpas, sem culpar os outros, que façam o trabalham que se propuseram.