Na política também tem FURA-OLHO!


Depois do fracasso do governo em emplacar seus candidatos nas maiores cidades do Estado, a base do governo se dissolveu em vários grupos, inclusive dentro dos próprios partidos, é fácil de observar que o PC do B tem pelo menos 3 pequenos grupos que defendem candidatos diferentes de Brandão. O próprio PDT comandado a mão de ferro pelo vaidoso Senador Wewerton, tem quem ache em seu íntimo outro nome mais forte. O vice governador está a mil por hora para viabilizar a sua campanha, mas os números não ajudam, já Maranhãozinho o grande vencedor das eleições em 2020 depois do escândalo envolvendo ele, sua esposa e sua base dificilmente terá coragem para enfrentar uma disputa ao governo e deve compor com alguém, inclusive sendo talvez o fiel da balança nessa disputa ao Palácio do Leões.

Mas o fato é que o Governo não pode mais ERRAR, falhas grosseiras e amadoras foram cometidas no processo eleitoral de 2020, provocadas pelo ego inflado pelo sucesso em eleições anteriores fizeram o governo ter uma fracasso estrondoso, que fortaleceu grupos menores da base a enfrentá-lo, senão diretamente mas com movimentos de peças na calada da noite.

Além disso a oposição ressuscitou, comandando as principais cidades do Estado, em São Luís a divisão da base do governo deu pela primeira vez em anos a prefeitura para a oposição, há quem erroneamente cite Castelo, mas a verdade é que Castelo não era um opositor ao governo como Eduardo Braide, a sua eleição não só dá uma potente voz de oposição a Flávio Dino como também motiva a rebelião de vários prefeitos insatisfeitos que podem compor com Braide e outros, um grupo para tomar o governo ou pelo menos tentar. Nós do Maranhão notícias achamos que a eleição para o governo do Estado é bem diferente e por pior que seja a situação atual do governador se ele afastar os bajuladores e se ater aos fatos, se fizer uma campanha técnica baseada em pesquisas isentas e não confiar em ninguém, pode ser que ele traga um nome viável.

Já o PDT acha que Weverton está eleito, o próprio senador já fala como se fosse governador e deixa claro a sua independência e foco, preferiu se aliar a um adversário do Governo nas eleições municipais do que apoiar Duarte pupilo de Brandão, mas a verdade é que a disputa pela FAMEM não está fácil, pois Erlânio não é e nem nunca foi uma unanimidade, sem falar dos possíveis escândalos que volta e meia ameaçam surgir, sendo contidos na pressão política e envelopes recheados para certos "jornalistas".


O fato é que o Governo entrou na disputa e seu candidato da FAMEM só não está mais forte porque a divisão interna dentro do PC DO B, enfraquece o processo, dito isso, voltemos ao tema da matéria, e citemos o primeiro FURA OLHO, aquele que quer o lugar de Brandão como candidato do governo para suceder Flávio Dino, não poderíamos deixar de citar OTHELINO NETO, presidente da Assembleia que tem muita força política e orçamento próprio, apesar de não se colocar de forma escancarada como sucessor do governador, nos bastidores ele possui suas lideranças, as quais acomoda sob a Assembleia. 

Outro nome que surge com muita força deixando todos com medo e talvez fosse a escolha mais lógica é Edivaldo Holanda Jr,  Holandinha sai da prefeitura de São Luís aclamado e mais popular que o próprio governador segundo as pesquisas, "sem partido" apesar de ainda compor a legenda que o elegeu, Edivaldo Holanda Jr seria a escolha mais forte para a disputa ao governo.

Se isso tudo não fosse suficiente e preocupante para Brandão ter fungando no seu pescoço o articulador Othelino Neto e o queridinho Holandinha, ainda existem outros nomes de menor expressão que esperam uma chance para brilhar como Felipe Camarão, o poderoso secretário, além de empregos e orçamento elevado é querido do governador que sabe que não pode perder as eleições estaduais.

Agora, pasmem, ainda circulam boatos de que haveria um 4º nome doido pra furar o olho de Brandão, este sairia de uma difícil união com partidos de oposição que não querem compor com Roberto Rocha e nem com Hildo Rocha, essa união que hoje parece estapafúrdia, não soa tão impossível de acontecer se falarmos em eleições presidenciais e suas composições, a suposta indicação se daria por cima e talvez viabilizasse a verdadeira ambição de Flávio, aguardemos...

O que nós observamos é que a GUERRA pelo Palácio dos Leões já começou, o 1º ataque surgiu do golpe talvez fatal contra Josemar, mas este golpe pode ter sido um tiro no pé, já que Maranhãozinho pode se vingar de um dos que seriam os mentores na eleição da FAMEM, o que nos leva a 1ª batalha que está sendo travada as claras, a disputa pela presidência da FAMEM, conhecendo os envolvidos com certeza o final será ponto definitivo de rompimento, apesar do cinismo vir imperando nas declarações de alguns caciques, nos bastidores o tom é muito distinto do praticado na frente das câmeras e nas conversas à portas fechadas a fala é grossa e sempre em tom de ameaça.

O fato é que pelo visto vamos ver nos próximos meses uma disputa pesada, um jogo brutal,  e por tudo ocorrido após as eleições municipais podemos esperar todo tipo de jogada política, inclusive as mais sujas.

Recentemente perguntamos a um político de família tradicional do MA, líder de partido e  que conhece bem a nossa política sobre a sucessão e ele imediatamente respondeu:

"Qualquer que seja o resultado, como os nomes que temos hoje, o Maranhão já perdeu!"

Insistimos e perguntamos porque?

"Talvez tenhamos de escolher entre 1 poste, um estelionatário de péssimo caráter, um duas caras que já traiu todos que confiaram nele e um criminoso profissional, que dizem que até homicida é. Que Deus nos acuda e permita que políticos sérios interessados no desenvolvimento do nosso Estado surjam para a disputa, mas com os nomes que aí estão tenho pensado em morar em Miami. ironizou"

Pelo tom do desabafo já podemos ver que essa sucessão será marcada por rios de denúncias, ataques e muita lavagem de roupa suja. Quem viver, verá!